loading...

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Baliera - Resolve dor na coluna




A Baliera é antiinflamatória, analgésica, antiartrítica e anti-reumática.
Indicada para o tratamento de osteoartrose e transtornos afins, conjuntivite, alcoolismo e problemas na coluna (dor nas costas).
Fitoquímica da Baliera: Artemetina, 7,4'-dihidroxi-5-metoxiisoflavona e 7,4'-dihidroxi-5-metilisoflavona.

Como utilizar:
Infusão: 3 folhas cortadas em pedaços pequenos em 1 xícara das de chá de água fervente. Abafar por 10 minutos. Coar e tomar de 1 a 3 xícaras ao dia (reumatismo).
Alcolatura: amassar 50 folhas em ½ litro de álcool neutro. Macerar por 1 semana. Aplicar sobre locais doloridos e juntas inflamadas.
Tintura: triturar 30 folhas em 100ml de álcool de cereais 70 graus e 50ml de álcool. Deixar macerar por 5 dias, agitando de vez em quando. Coar e tomar 20 gotas ou 1 colher das de café  diluídas em água, 2 a 3 vezes ao dia.
Cataplasma: amassar 1 punhado de folhas frescas com 1 colher das de sopa de glicerina. Estender sobre 1 pano e aplicar na parte afetada.






Pertencente a família botânica Boraginaceae., a Baliera possui o nome científico de Cordia verbenaceae DC. e muitos nomes populares, tais como: baleeira, balieira-cambará, camarinha, caramoneira-do-brejo, catinga-de-barão, erva-baleeira, erva-balieira, guabiraba, maria-milagrosa ou maria-preta.
A baliera é uma espécie autóctone que medra nas restingas marítimas, crescendo até mesmo sobre areias quartzosas enriquecidas de matéria orgânica. Pode ainda ser encontrada no interior, em capoeiras úmidas.
Arbusto perene de arquitetura esgalhada caótica, muito ramoso, que cresce de 1,5 a 2,5m de altura. Os ramos jovens são glabros ou sutilmente tomentosos. As folhas são fortemente escabroso-verrucosas na face ventral, sésseis, atenuadas na base, dentadas, agudas, lanceoladas a oblongo-lanceoladas, verde-escuras, aromáticas, medindo cerca de 5 a 10 cm de comprimento por 2 a 3cm de largura. Inflorescência corimbosa terminal, laxa na base, medindo cerca de 3 a 7 cm de comprimento. As flores apresentam corola campanulada branca e pequena. Frutos subglobosos, com 3mm de diâmetro, vermelhos.
Prefere solos arenosos, úmidos e pouco ácidos.
A espécie é de clima tropical e subtropical quente. É fortemente heliófita.
Da Baliera utiliza-se as folhas.

Cultivo:
Espaçamento: 3,5 x 3,5m.
Propagação: sementes e estacas de ramos. As sementes são postas a germinar em bandejas de isopor contendo substrato organo-mineral. O enraizamento dos ramos pode ser facilitado através da imersão de ramos com 10 cm de comprimento, distante 5 cm dos ápices, em solução de ácido indol-butírico a 1,23mM.
Plantio: março (mudas de sementes); setembro (mudas de estacas).
Poda: eliminar os ramos inferiores que tem predisposição a tocar o solo.
Florescimento: julho a setembro; março-abril.
Colheita: 1 ano após o plantio.

Dicas e curiosidades da Baliera:
Suas folhas são utilizadas como condimento de sopa.
Os citricultores utilizam a planta como atrativa de pragas.
Os frutos são comestíveis e muito apreciados pelos pássaros.

Tags:

0 Responses to “Baliera - Resolve dor na coluna”

Postar um comentário

Assine Nosso Feed de Notícias

Assine nosso Feed de Notícias e fique sempre atualizado

© 2015 Remédios da Vovó.com.br. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks