loading...

sábado, 5 de setembro de 2015

Tinge-ovos




A tintura, alcoolatura ou extrato fluido da raiz são indicados para dermatoses e orquites. As folhas contusas são reputadas eficientes na cura das úlceras malignas e o cancro. Bochechos e gargarejos com o decôcto das folhas são indicados para afecções buco-faringeanas.
Antiinflamatória e analgésica tópica. A raiz é purgativa, vomitiva, anti-reumática, antiescorbútica e depurativa. As folhas contusas são drásticas, anti-reumáticas e anti-sifilíticas. O fruto verde é um purgativo enérgico. As folhas são diuréticas e vulnerárias.
Moluscicida. As saponinas apresentam forte atividade contra Biomphalaria glabrata, que é vetor de Schistosoma mansoni.
A raiz e o fruto encerram phyitolacina, enquanto que os frutos encerram phytolaína e ácido fitolácico, e as sementes phytolaceína. A planta contém ainda saponinas e phytolacagenina.
Da planta utiliza-se os frutos, raizes e folhas.









A Phytolacca thyrsiflora Fenzl. ex Schmidt. pertencente a família botânica Phytolaccaceae. possui vários nomes populares como Caruru-açu, Caruru-bravo, Caruru-de-cacho, Caruru-de-porco, Carurú-guassú, Caruru-selvagem, Cupieiro, Erva-da-américa, Erva-de-cachos, Erva-de-laca, Erva-do-canadá, Erva-dos-cachos-da-índia, Erva-pombinha, Fruto-de-pombo, Marando, Mechoacan-do-canadá, Tintureira ou Tipi.
Trata-se de uma espécie autóctone das Américas, ocorrendo no Brasil principalmente nas regiões nordeste e sudeste.  Ocorre desde o nível do mar até 1.80m de altura, crescendo subespontaneamente em áreas ruderais, capoeiras e terrenos férteis abandonados.
Planta herbácea ou subarbustiva, muito ramificada, multicaule, lisa, glabra, medindo 1,5 a 1,8m de altura. Caule cilíndrico, lenhoso na base e carnoso, com núcleo esponjoso, no topo, verde e às vezes manchado de vermelho. Raiz napiforme. Folhas alternas, elíptico-ovaladas, simples, base decorrente, ápice agudo, verdes, margem crenulada, nervuras proeminentes na face dorsal. Inflorescência em rácemos espiciforme, cilíndricos, medindo 15 a 18cm de comprimento. Flores monoclamídeas, composta de 5 tépalas brancas, róseas ou lilases, ovaladas a orbiculares. Fruto baga subglobosa, rosetiforme, contendo uma semente por carpelo, liso, glabro, vermelho-purpúrea quando maturo, com cerca de 4 a 5mm de diâmetro. Semente lenticular, faces convexas, subglobosa, preta, brilhante, glabra, lisa.
Desenvolve-se bem em climas tropicais e subtropicais, crescendo subespontaneamente em solos férteis e humosos, porém não tolera solos ácidos e compactados.

Cultivo:
Espaçamento: 1,0 x 0,50m.
Propagação: sementes.  Semear em bandejas de isopor com substrato orgânico. É feita naturalmente pelos pássaros.
Plantio: primavera, verão e outono.
Adubação: 2 a 3kg de cama de aviário/m2.
Florescimento: ano todo.
Colheita: 6 meses após o plantio.

Saiba Mais:
A planta é ornamental.
Os frutos contém um corante, do grupo da betacianinas, utilizado para tingir plumas e vestimentas de índios.
Os frutos já foram utilizados no passado para enfeitar e colorir doces, vinhos e xaropes.
Os frutos são muito apreciados pelas aves em geral.
As folhas e os brotos jovens, após submetidas à decocção, são comestíveis.
É ornamental e fixadora de dunas.

Atenção:
As folhas, sementes e as raízes são tóxicas. Os frutos contém pequena quantidade de alguns componentes tóxicos. Em doses elevadas, provoca vômitos e narcotiza o paciente. A phytolacina é tóxico-convulsionante. Duas horas após a ingestão, ocorre ânsia de vômito, diarréia, espasmos, convulsões e morte.



Tags:

0 Responses to “Tinge-ovos”

Postar um comentário

Assine Nosso Feed de Notícias

Assine nosso Feed de Notícias e fique sempre atualizado

© 2015 Remédios da Vovó.com.br. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks